Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

31
Mai16

Já não falava do Game of thrones há uma eternidade

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Estou a gostar bastante desta temporada. Quando os episódios acabam fico desconsolada a achar que o tempo passou a voar. Perdi a aposta que fiz aqui publicamente, não mostraram a mãe do Snow, mostraram apenas o grito, do que seria, na minha opinião, o parto (pá, estou a tentar dar a volta à cena a ver se não estou redondamente enganadinha). O rei estava a lutar e tinha os melhores guerreiros a guardá-la, por isso tem de ser muito importante. 

Pararam literalmente de bater no ceguinho e a Arya recuperou a visão, finalmente neste episódio já se vê evolução, já estava a ficar farta de a ver em Braavos. 

A semana passada foi vivida em choque com a morte do Hodor, no paradoxo temporal. Foi o episódio mais triste da série. A morte do Ned foi má, o Red Wedding foi chocante, o episódio da semana passada foi mesmo triste. 

O Bran só faz merda. Obedecesses à tua mãezinha e nada de mau te tinha acontecido. É esta a lição, as mães sabem o que é melhor para nós. Não subas à torre, sobe, fica paraplégico, inicia a guerra com os Lannister que lhe mata o pai e metade da família. Não vás a visões sozinho, vai, mata o Corvo, o Summer, e o Hodor e ainda permite que os White Walkers atravessem a muralha assim que ele atravessar. 

Teoria maluca, eu sei, dá-me demasiado para isto, mas que querem, não é defeito, é feitio. O Three Eyed Raven é targaryen. Eu acho que ele tentou avisar o Aerys (Mad King) que era o fogo que matava os White Walkers. Mas como nas viagens ao passado, só ouvem a voz, o gajo ficou maluco e começou a queimar toda a gente. 

De resto, finalmente regressou o tio Benjen, aposta que fiz em privado, apenas isso os salvava. No livro a personsagem chama-se ColdHands. 

Mais um Stark woooohooo! (Ainda que esteja um bocado para o morto, é melhor que nada).

O caralho do Ramsay só deve quinar mesmo no último episódio que já tem nome e se chama Battle of Bastards. 

A SOnsa acordou e já está mais interessante, a conversa com o Littlefinger foi muito boa. A seguir fez merda e mostrou que afinal não gosta assim tanto do meio-irmão e talvez queira o poder para ela. A ver. 

Só gosto de ver a Khaleesi quando está na mó de baixo a conquistar ou a virar a situação a favor dela. O enredo dela tem andado a encher chouriços. Conquista exércitos e reinos, e depois perde-os e dá uma de rainha no cu de Judas. A cena dela em Dosh Khaleen foi muito boa. 

O Tommen é um banana que parecia que ia fazer alguma coisa de jeito e ainda deu mais poder à Fé Militante, e eu que achei que o Pardal ia morrer ontem. 

As minhas cenas preferidas têm sido com o Tormund e a Brienne. 

 

 

 

 

Follow
31
Mai16

é o cid

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

é o gorila (por acaso estou aqui a falar de dois animais diferentes, han?), é o Markl a levar por tabela por se ter rido do Cid, as várias páginas de ódio ao gajo a oferecer-lhe porrada, os pais do puto japonês que o castigam a deixar numa floresta e sharam! o puto desaparece, é o JRS que ora é prepotente e diz que não havendo os livros que ele quer ler os escreve ele, e depois é polémico e desafia a malta numas de vender livros. Uma ´ssoa não pode abrir o facebook. 

Follow
30
Mai16

Isto é tão bom, tão bom, tão bom que nem precisa de mais nada

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Follow
30
Mai16

3 minutos da minha vida a ver (mais uma) manifestação dos colégios

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

E senti vergonha alheia. Instrumentalizar as crianças para uma manifestação. A igreja ter-se aliado aos colégios. Os cravos amarelos. Já passou realmente muito tempo desde a ditadura, demasiado, para se apropriarem de um símbolo, e quererem comparar o incomparável. A demonstração de ginástica(?) ridícula. E de repente tudo fez sentido. Diz uma professora: Somos uma minoria. Mas somos uma minoria de excelência (não quero colocar-lhe palavras na boca e não tenho a certeza se disse elite).

Aqui reside todo o seu argumento que se esgota nele próprio. Acham-se "mais". São "mais", mas com o dinheiro de todos.  

Tantas manifestações houve nos últimos quatro anos, mal chegavam à comunicação social. Estas têm cobertura total ao minuto, com números inflacionados. A informação em Portugal nem esse nome merece. 

Follow
30
Mai16

A quase surpresa

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

 

Celebrámos o quinto aniversário. Caramba que o tempo passa rápido. É raro trocamos prendas. Este ano quis dar-lhe uma prenda, não sabia bem o quê. Não tenho o maior jeito para a coisa, às vezes corre muito bem, como a surpresa do robô BB8, outras, talvez a maioria... nem por isso. Ainda vos hei-de falar no tiro ao lado de um aniversário dele. Ponderei ente várias coisas, um relógio, e um perfume foram os finalistas. Optei pelo perfume uma vez que o dele tinha acabado. A minha mãe tem um desconto jeitoso, e por isso pedi-lhe para me comprar o coffret. Fiquei de me encontrar com ela, perto de minha casa. Acabei por sair à pressa, deixei a TV ligada e esqueci-me da chave do carro, onde iria deixar a prenda para dar no dia seguinte. Estaria tudo controlado nas horas e ele não ia desconfiar. Saio, e acho eu que estou a atender uma chamada da minha mãe e afinal é duma amiga. Conversa séria, e para uma meia hora. Ando feita tolinha, à procura da minha mãe, e a falar, detesto falar ao telefone em público ou em andamento. Barulho dos carros, um caos. Não encontro a minha mãe, começo a receber chamadas dela. Farta de andar feita barata tonta e decido voltar a casa, a minha mãe encontra-me finalmente. Ainda demorei mais na chamada e não podia entrar no elevador, então acabei a conversa no hall do prédio, e na subida das escadas e já tinha umas quantas chamadas perdidas dele. Não tinha como esconder a prenda. Mal estou a abrir a porta aparece-me ele, nervoso, e preocupado. Tinha deixado luzes acesas e TV, porque demoraria uns 3 minutos e chegaria a casa antes dele. Falha total. Acabei por lhe entregar logo a prenda. Surpreendido ficou, foi no dia anterior e ainda estava acelerado da preocupação. De prenda na mão e chateado por estar preocupado comigo, 7 chamadas, temeu o pior. E pronto, foi isto, em vez de uma surpresa e sorrisos, foi um aflição (para ele), uma confusão (para mim) e ele com uma prenda na mão e chateado.

Normalmente vamos jantar fora. O ano passado fomos ao Avillez, no ano anterior ao brunch no Vip Lounge, e a surpresa dele para mim, há três anos no Cafeína. Este ano a escolha foi recriar um dos nossos primeiros jantares, num restaurante com um peixe fresquíssimo, o Tubarão. Dos meus preferidos em Matosinhos juntamente com Sempr'Assar, Valentim e o Tito II. Dizem que não devemos voltar onde fomos felizes, então foi excepção porque foi muito agradável novamente, tanto que me esqueci das fotografias à comida, aquela tendência moderna irritante, consegui fotografar duas ou três lulinhas apenas e só - que estavam divinais. 

 

IMG_20160529_184902_1.jpg

 

Follow
27
Mai16

Haja luz

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Fui almoçar com uma amiga. Fomos colocar a conversa em dia, num agradável almoço no Duas de Letra, o que fez sentido. Fez-me uma surpresa total, ofereceu-me um despertador! Devo ter ficado com a maior cara de estúpida, não estava nadinha à espera. Agradeci, várias vezes, mas acho que não o suficiente. Explicando, eu tenho uma qualidade de sono péssima, e ando há uns anos colada na Phillips Wake-Up light. Cheguei a encomendar o ano passado numa loja online aquando de uma promoção, e por azar não estava disponível. A minha amiga conhece o produto porque já teve há uns anos e já tinhamos falado disto. Nada me fazia esperar o gesto dela, fiquei completamente emocionada, sem jeito, surpreendida. A prenda que lhe levei do aniversário dela tornou-se irrelevante, fiquei envergonhada, até nos rimos disso. O meu acordar melhorou exponencialmente, acordo com o gradiente de luz seguido de som de pássaros. A minha vida, essa já estava melhor pelo facto de a incluir. 

 

IMAG2192_1_1.jpg

 

 

 

 

Follow
24
Mai16

Os colégios privados

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Não se passa um dia sem o choradinho. Já não há paciência. Manifestações cuidadosamente orquestradas, até aqui se vê os fundos exagerados que os mantinham. Tudo a condizer, e nada de faixas pintadas à mão. A desinformação que reina nos meios de comunicação também chateia, os títulos sensacionalistas. "Colégios impedidos de abrir turmas" : mentira. Ninguém está a impedir os meninos de frequentarem colégios privados, de abrirem 50 mil turmas. Têm é de pagar essa escolha. A medida só peca por tardia. Estamos a sofrer com a austeridade há anos. As escolas públicas têm cortes há anos. Antes de se cortar no ensino público, estes contratos deveriam ter sido revistos. Estas manifestações fazem-me lembrar miúdos mimados a fazer birra. Deitados no chão a espernear porque lhe negaram um brinquedo em específico com um quarto cheio de brinquedos novos. Um tal drama que faz esquecer que já tem coisas a mais, quem o ouve fica com a sensação que estão a fazer uma crueldade ao menino. 

 

Follow
24
Mai16

Tutankamon na alfândega do Porto

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

IMG_20160524_095802_1.jpg

 

 

Fui ver a exposição porque adoro a história do Egipto. Tive pena de não ter ido ver a anterior, Guerreiros de Terracota, mas por vicissitudes da vida não foi possível.

Ainda está na Alfândega a exposição de Tutankamon, com as réplicas dos artefactos recuperados por Carter em 1922 do túmulo do faraó. O preço são 9 euros, e achei um pouco caro, estava à espera de mais artefactos, mas mesmo assim vale a pena. Mostra um pequeno documentário de 15 minutos sobre a descoberta de Howard Carter de Tutankamon, um dos Reis da 18 Dinastia, que ascendeu ao trono com apenas 9 anos. O túmulo esteve intacto durante 3300 anos, impressionante. Uma das minhas viagens de sonho é visitar o Vale dos Reis, as Pirâmides e o museu do Cairo. 

Como sugestão para o verão, tentando ser fashion blogger, escolhi a fotografia das sandálias revestidas a ouro do faraó. 

Follow
23
Mai16

Eu é mais bolos

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Aos domingos, religiosamente, moía a paciência da minha mãe para fazermos um bolo. A minha santa mãe só queria descansar um pouco, e eu, adolescente, cheia de energia, queria ir para a cozinha. Quem atura adolescente devia ter direito a uma prenda no final. Uma viagem, para celebrar a proeza de não os estrangular. Se a adolescência é difícil para os próprios, para os que estão à volta, é doloroso. Adiante. 

- maaaaaaaaaaaaae, vamos fazer um bolo. Ó mãaaaaaaaaaaae. Lá melvava até ao sim.

image.jpg

 

O exercício seguinte.

- vai escolher uma receita.

Lá ia eu ao mega livro, o tesouro das cozinheiras. Duas vezes uma lista telefónica. Isto para os mais novos. Na era pré Google, as receitas estavam nestes livros, e na colecção pessoal de cada um, às vezes livros, outras vezes receitas copiadas de alguém, numa qualquer folha A 4. Estranho, como agora, bastam uns cliques e há receitas para todos os gostos e feitios na internet. 

- fazemos esta? 

- não temos x ingrediente. 

- e esta? 

- não temos Y ingrediente.

- e esta? 

- isso é muito complicado. 

- e esta? 

- não temos essa forma. 

Vamos fazer um bolo mármore. 

Este exercício multiplicou-se centenas de vezes. Queria sempre fazer alguma coisa esquisita e invariavelmente acabava a fazer bolo mármore.

O meu irmão não queria fazer parte de nada, a não ser comer os restos da massa colados ao recipiente. 

Saí de casa. De repente recebia mensagens, e fotografias da minha mãe. "Anda cá buscar uma fatia; fiz isto, anda provar" 

 

Ele era bolos de tudo, alfarroba, laranja, iogurte, todas as formas e feitios, bolos-pudim, molotof, tartes, tortas, tortas recheadas, rosas de maçã, salames, croissants, mousses, e salgados, bôlas, pão, e nem me estou a lembrar de metade. 

 

Conclusão: o problema era eu. 

 

Follow
22
Mai16

Sobre o episódio 5 do Game of thrones

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Amanhã posso aceder às redes sociais sem ter suores frios e a ler de olhos semi-cerrados os títulos.

 

Já vamos a meio da temporada. Alguém tem que dizer à HBO que 10 episódio não dá nem para a covinha dum dente. 

Follow

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou no facebook

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

subscrever feeds

Comentários recentes

As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt