Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

06
Nov17

Pico de crescimento dos três meses, vacinas, cólicas e regressão do sono #1

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Como devem ter tido oportunidade de reparar tenho estado pouco presente por aqui.

Foram as semanas mais cansativas que já tive, de longe, muito mais do que o primeiro mês.

Tudo começou com a administração da vacina Bexsero.

Aos dois meses fez as vacinas do PNV, mais a rotateq. Ficou mais assustadiço e as sestas ficaram um pouco mais complicadas durante quinze dias, mas consegui implementar rotina, acordar, brincar, passear, e dormir aqui na sala, num ninho que fiz, começou a adormecer bem, quase sem embalo e ficava a dormir uma e até duas horas deitado.

Aos três meses veio a Bexsero, não chorou muito, e chegou a casa e adormeceu bem, pousei-o como de costume, e quase imediatamente começou a chorar incontrolavelmente, como nunca tinha feito, e espero que nunca mais faça, o colo não adiantou, nem falar para ele, fiquei muito preocupada, super assustada, uma aflição. Não consegui sequer pousar para medir a temperatura, tive que medir o paracetamol xarope e dar-lhe enquanto estava com ele ao colo. Mandei sms ao pai para vir para casa, não dava para ligar porque o choro dele era assustador, mas claro ele ligou e só o ouviu a chorar, veio a voar. Entretanto quando ele chegou, já estava mais calmo, o paracetamol fez efeito, e ele coitado entrou em casa a chorar e completamente em pânico. Toca de ligar para a pediatra, para a saúde 24, para amiga enfermeira. Pelos vistos a Bexsero é a vacina que causa mais coisas destas. Acabou por adormecer, deviam ser dores no local de injecção aliado a um pouco de febre. À noite não tinha febre, mas já estava em hiper drive, tonta, e mãe de primeira viagem liguei outra vez para a saúde 24 porque ele estava sob o efeito de paracetamol e estava com 37,5ºC, nestas alturas esquecemos tudo o que sabemos. Foram uns dias mais complicados, e estragou o apetite dois ou três dias o que foi uma porcaria porque a criança não é gorda.

E a Bexsero marcou o fim das rotinas que tinhamos conseguido implementar, marcou o início do pico de desenvolvimento dos três meses, e o conseguir pousá-lo para as sestas. Chegava a tentar quatro vezes por sono, logo no início, a meio, passado meia hora, passado uma hora. Também continuei a tentar adormecer no ovo, de chupeta, sem embalo, a cantar, deitado, deitado ao meu lado mas ele quando me vê só quer conversa ou brincadeira. É o que é. Quer colo, tem colo, é para isso que estou de licença, disponível para o que precisa.

 

O pico de crescimento/desenvolvimento: deixou de querer estar sozinho a brincar por longos períodos, 10/15 minutinhos e depois pedia muito colo. Tinha tempo para fazer as minhas panquecas e comer com ele no ginásio e estar um pouco no tablet, e até isso encurtou, às vezes nem com ele na espreguiçadeira na cozinha comigo conseguia fazer alguma coisa. Comprei a mochila ergonómica da janè, para conseguir fazer alguma coisa em casa. Tive dias de almoçar às três, às cinco da tarde... Alternava rabugice total, com gargalhadas e brincadeira num fósforo.

 

A sorte deste miúdo é que é irresistível, já tem um tom de voz meloso para mimo, acorda e fica a mexer-me na cara enquanto vocaliza uns sons, faz umas caras que nos derretem porque são mesmo de admiração e amor para nós. Já disse mais do que uma vez mamama, e pronto eu decidi que já é a querer dizer mamã.

 

Novas competências: algumas típicas desta idade ele já fazia antes dos três meses, outras aprendeu. Pegar nos pézinhos, rolar quando está de bruços - segura muito bem a cabeça, eleva-se e depois rola, nos quatro meses até já aprendeu a rolar quando está de costas para a posição de bruços. Continua a segurar muito bem objectos, e agora até já faz transferência duma mão para a outra. Continua a palrar imenso e aprendeu a gritar, se estiver com um boneco na mão passa de falar para ele para gritar e reclamar. Tenta gatinhar mas não consegue fincar os pés para ter movimento, fica ali a nadar de bruços. Agora tem que estar sempre a fazer qualquer coisa senão está aos berros, o bom é que tudo o entretém, até uma ombreira de porta, temos que o levar para perto das coisas de modo a poder mexer nelas, atira-se para a frente e reclama se não o fizermos. Já tem vergonha e estranha caras que não a minha e a do pai, e às vezes chora quando está rodeado ou lhe aparece alguém muito perto que não nós. Aprendeu a sentar em tripé, com supervisão, só o faz no nosso colo. Já ensaiava muito e agora faz mesmo sem dúvida: atira-se mesmo para o meu colo ou do pai mesmo de longe. Tenho de comprar brinquedos para o banho, porque ou se agarra a mim ou às minhas pandoras, ou se ri para mim, se levanta complatemente em vez de estar sentado na shantala, ou está a brincar com os pézinhos no banho. Continua a querer levantar-se quando está deitado ou sentado no ovo, agora aprendeu que se abrirmos o cinto de segurança a seguir sai, por isso só se estica quando o desapertamos. Quanto às gargalhadas: já dava, agora tudo o põe a rir, cantar, falar com ele, até um sorriso nosso, segurá-lo acima da nossa cabeça, dançar, beijinhos na barriga ou no pescocinho.

Deve começar a responder pelo nome...errr... eu chamo uma quantidade de alcunhas fofinhas, passei a pelo menos metade das vezes a chamá-lo pelo nome portanto essa competência vai ter que esperar. 

E as noites?

 

(continua)

 

 

 

Follow

8 comentários

Diz tu também de tua justiça

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou no facebook

Follow

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Comentários recentes

As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt