Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

02
Out19

Terrible twos

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

God que é cansativo. Birras porque quer, birra na mesma porque teve. Tooooooodos os dias não quer tomar banho, logo a seguir toooodos os dias não quer sair do banho...

eu não preciso de sopa. Eu não quero sopa. Eu não cómo. Todos os dias a come e toda. 
Ontem ouvi que a seguir eram os horrible three. Medo. 

Follow
02
Out19

Cadeira auto

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Deixem-me só desabafar. Estou no tal grupo de Facebook. Tooooodos os dias pedem opinião sobre cadeiras mesmo havendo uma lista de cadeira com resultados de testes e respectivos preços. Aqui a opinião que interessa supostamente é a segurança, ou seja nao e uma opinião que interessa mas sim testes por entidades independentes reconhecidas. No entanto as pessoas não querem saber. Mais depressa não compram uma cadeia porque tem estofos quentes do que lhes mostrando crash tests em que q cadeira se parte toda e a criança sai disparada. Melhor, preferem desconfiar desses crash tests e videos por entidades independentes porque os filhos "gostam" da cadeira e até agora não têm queixas e tentam induzir outras pessoas a comprar cadeiras em que os arneses partem em acidentes a 60 km/h. Claro que só num acidente em que a cadeira se desfaz é que podem ter queixas e aí já é tarde. Desculpem mas não há como perceber. Eu também não sabia disto da contra marcha até aos 4 anos (pensava que era até aos 2), eu também comprei uma cadeira que só fazia contra marcha até aos 13 kgs que era "recomendada" pela deco (a deco recomenda cadeiras com crash teste com impacto perigoso), portanto lidei com a minha ignorância, aprendi, e desperdicei esse dinheiro e tive de comprar nova cadeira de carro secundário. Aliás tenho pena porque logo a seguir a comprar a segunda cadeira para os avós saíram novas cadeiras com plus test ao mesmo preço que gastei e penso nisso  algumas vezes.

quanto ao preço das cadeiras, há vários, e eu comprei duas cadeiras que ficam as duas por 11 euros por mês durante a sua vida de utilização (não me parece muito). E já ouvi esse argumento do dinheiro e depois comprarem PlayStation para os miúdos, uma cadeira com plus test custa menos que uma playstation que não é essencial. Eu fiz da cadeira cara prenda de natal, com participação do padrinho e não troquei prendas de natal com o meu namorado para a comprar durante a Black Friday, são prioridades. 

edit: a cadeira dos avós só fazia contra marcha até aos 10 kgs , menos que o ovo, comprei porque fui mal atendida e me disseram até aos 13 kg, tive que comprar a segunda cadeira rápido quando me apercebi disto. Eu não tinha pressa em comprar mas os avós fizeram pressão em tirá-lo do ovo, e acreditem que ainda no mês passado tive que lhes enviar os links novamente com as recomendações (gnr, oms, dgs, acp) e os vídeos de crash tests porque uma prima lhes disse que a contra marcha não era recomendada (?!😡😡😡) sim, depois da madrinha dele ter dito que era proibida a contra marcha (!?) e termos tido esta conversa no ano passado. 

Follow
24
Set19

Faz sentido

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Ha uns dias que andar a testar limites. E ontem apeteceu-me rir. Sabe perfeitamente que o resultado é o castigo tanto que faz e diz logo: castigo não. Está a brincar com o arroz, e estou a ralhar.

- mãe (agora usa mãe quando lhe interessa), não ralha ao Kiki. Papá, ralha à mãe! 
o que fazer? 

Follow
20
Set19

Agora embrulha

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

vamos ao banho? 

Não, não vou. 

 

Oi? Onde anda o meu bebé? Quanto tempo passou? 

 

Das mini conversas às mini discussões foi um pulo e um salto. Não podes fazer isso. Pode pode. Quero isto. Não pode ser. Quero, quero!

Pois que não pensei que fosse tão rápido e estou a ter um vislumbre da adolescência.  

Follow
22
Ago19

Mini conversas

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

estou a gostar muito das novidades que os dois anos trouxeram. Ele é muito falador e já temos imensas mini conversas seja nas viagens de carro ou em qualquer lado. Conta o que vê, o que se passou na minha ausência e faz queixas de quem lhe ralhou ou se caiu, ou o que lhe deram ( adoro, vou tentar estimular o máximo). Também nos diz o que lhe apetece comer: bolacha pequena, grande, iogolino, leite, água, arroz, pão, arroz, massa, o que nos facilita imenso a vida. Pergunta pelas pessoas das quais sente falta e pede para ir ter com elas, fofo que não se aguenta. Anda a conjugar verbos e acho mais piada quando conjuga de forma errada. É uma evolução enorme. Ontem diz a mamã pirrou, mamã pirrate (espirrou). Hoje o passarinho tá a voar, o passarinho voou. Mamã faz isso, mama fazete isso. De rir, e no nível de português de muita influencer, por isso não estamos nada mal. 

 

Usa o mamã para tudo e tem tanto de hilariante como de autoritário. Mamã onde tá a bola, mamã procura bola. Mamã onde tá tu? Quando está chateado e o estamos a obrigar a qualque coisa : mudar fralda, vestir, diz: mama não sejas isso. E tem vários tons: oh mamã, ó mamã... aprendeu o olha e agora é de rir: 23 horas e luta de sono: ooooolha a camisa ( encontrou uma t shirt na mesinha de cabeceira). 

E a maneira fofa de dizer “a mamã da um beijinho” quando se magoa e vem ter comigo para o beijinho e darmos ta-tau ao chão? 

❣️❣️❣️

 

 

 

Follow
21
Ago19

Desfralde e anatomia

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

pequeno bebé já não é bebé e já fez uns xixis e uns cocós na sanita com redutor, não gostou do pote. Nada com pressa ou pressão mas vamos ensinando porque mesmo na sanita ainda não é grande fã, avisa um pouco em cima da hora que : está a fazer um xixi rande ( é a coisa mais fofa ou diz gande ou rande).  Então deixamos que vá até à casa de banho para estimular a ida à sanita. 

 

Onde se faz xixi? É na sanita responde prontamente. A mamã faz com a pila. 

Pois claro, ele tem, viu a do pai na casa de banho a fazer xixi, para ele toda a gente tem. Digo: a mamã não tem. Responde rápido: é o papá que tem pila. 

 

Follow
05
Ago19

Creche ou não creche

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

O meu filho não está na creche. Os benefícios superam astronomicamente as pequenas dificuldades que vão surgindo. Como ter de meter férias quando há imprevistos dos avós. Como a falta de rigidez nos horários que interfere um bocado no já difícil sono. Sempre fiquei na expectativa com a interação com outros miúdos. Ate agora nao houve problema, gosta muito e integra-se bem, mesmo quando lhe tiravam coisas das mãos, ele soube sempre reagir. Convive muito com as primas mais velhas, e quando vamos a actividades e com os filhos de amigas que são sempre um pouco mais velhos. Nas duas últimas vezes com o menino com mais ano e meio com quem sempre se deu muito bem e que estava a passar por aquela fase de egoísmo, que lhe dizia é meu, não lhe tirava bruscamente ou empurrava . O pai do miúdo sempre muito atento aproveitou sempre para o educar na partilha e aproveitou quando quis algo do meu filho para lhe mostrar que também queria algo dos outros meninos e tinha de partilhar. Foi no início do dia e correu tudo muito bem, brincaram muito, deram as mãos no caminho espontaneamente e tudo. Continuaram a dar-se bem, o meu filho falou no amigo e ainda fala que quer ir para a praia e brincar com ele. Chegou o primeiro fim de semana em que tal não aconteceu. No sábado fomos a uma festa com um miúdo de três anos e tal que era um bocado, vá, selvagem, e cuja mãe se demitiu do seu papel. Arrancava tudo da mão de todos, adultos e crianças que não conhecia, à força, e dizia que os brinquedos que eram da anfitriã eram dele. A mãe zero palavras quanto a isto, ao ponto da miúda anfitriã com 6 anos se passar e lhe gritar: tu não sabes brincar, dizes que é tudo teu e não deixas ninguém brincar com nada. Mãe novamente zero. Este pequeno selvagem era tão bruto que atropelou o meu filho que nos diz: o menino deu uma cabeçada no cabelo do Kiki. Nós como pais, ficamos calmos mas com uma bruta de vontade de lhe enfiar um cachaço muito merecido. O meu filho que passou o dia a dizer que queria ir à festa brincar com os meninos, só brincou com a anfitriã de 6 anos e tínhamos festa no dia seguinte também: disse logo que não queria ir à festa nem brincar com os meninos. O meu filho também não tem a plena noção de filas e propriedade, não é nenhum génio, nenhum cidadão exemplar de dois anos, no entanto não empurra meninos com maldade nem lhes arranca nada à bruta das mãos e até se afasta quando os vê a vir afoitos para as coisas. O meu filho de momento (e eu sei que são fases mas terei de o educar na altura) é que está correto, ele está bem mas tenho de arranjar maneira de lhe dar ferramentas para saber agir nestes momentos, porque não estando em creche não está habituado a estas situações e quando são normais só lhe fazem bem. E acabou por no dia seguinte ter um momento normalissimo de irem todos para um escorrega e haver aquela fase desajeitada de quererem subir três miúdos ao mesmo tempo e ele não quis andar mais e quis ir brincar com lápis de colorir, acabou por fazer uma birra a seguir (como eu gosto dos terrible twos) e demorar a querer brincar novamente com os meninos e até chamar os nomes dos meninos como é de seu costume. É uma situação nova que tenho de aprender a gerir e a lhe dar ferramentas para saber lidar também.

Follow
25
Jul19

Trabalhar no público é uma maminha

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

não fui “descongelada”, e não vou ser. O anúncio do Costa foi uma grande mentira eleitoralista perigosa, porque para além de nos prejudicar ainda coloca uma vez mais o público mal informado e contra uma parte de pessoas que trabalham. 

 

Sou contratada. Quase nenhum contratado foi descongelado, e pelos vistos não vamos mesmo ter direito a isso. No meu caso 13 anos vão para o lixo, mas há casos de 18, 20, 25. Que não contam. 

No meu caso foram 13 anos em que não pude concorrer para subir na vertical, em que nunca subi na horizontal. 

Nestes 13 anos sofri as sobretaxas, perdi subsídios de férias e de natal. Perdi 10 mil euros em 13 anos. Sem contar com a ilegalidade do meu ordenado não ser o mesmo que qualquer outro profissional com as mesmas habilitações e nisso perdi mais de 40 mil euros nestes 13 anos. 

 

Porque fico? Estou a 5 minutos a pé de casa. Investi 6 anos de formação universitária, 1 ano formação específica e incontáveis formações, 13 anos de exercício e estou na parte mais completa da minha profissão, onde tenho mais áreas de actuação e a parte que mais gosto. Se compensa? Não. Mas tenho contas a pagar e pouca energia para mudanças uma vez durmo uma média de 5 horas por noite há dois anos, e os dois anos anteriores foram focados em engravidar e manter a gravidez que foi de risco. 

Follow
16
Jul19

Senhor do seu nariz

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

vamos lá, já chega de banho. 

- não, não. Qué ficá no banho a bincá com o tapadué (Tupperware) e guegador ( um regador brinquedo de banho) . Deixa o menino, mamã. 

 

E tem dito. 

Follow
15
Jul19

Cadeira auto: o pesadelo

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

tenho tido muitas visitas nestes posts, pelo que decidi contar-vos um pouco mais da minha experiência e modo de decisão.

 

o meu filho odiava o ovo. Dos dois meses e tal até aos seis talvez era a única altura em que berrava a plenos pulmões. Comprei a capa de verão, aeromoov que melhorou mas passei meses de suplício. Tinha imaginado passeios a dois na minha licença e as viagens de carro faziam-me suar em antecipação e desesperar durante. A escolha de cadeira seguinte teria que ser bem pensada. O marketing é completamente irresponsável e os requisitos legais são um perigo. Achei que queria uma cadeira que durasse mais por causa do investimento e porque se apresentavam como seguras e cumpriam a legislação. Depois vi a cadeira da bebé comfort com airbag e achei aquilo o máximo e o marketing ajudava. Sempre que procurava o selo adac não o encontrava e achava estranho, e cada vez que pesquisava encontrava imensas cadeiras que só se instalavam viradas para a frente. não queria mesmo virada para a frente mas também não queria contra marcha exclusiva porque não sabia o que me esperava do pequeno e se gritasse como em bebé por estar virado para trás não queria ter de gastar outra vez muito dinheiro. Achava que queria a partir dos 9 kgs, e o certo é que já fez dois anos e só agora poderia andar nessas de supermercado virado para a frente, mas nem precisaria de ver testes, é muito pequeno e frágil. Andava sempre a ver promoções e características para ver se gastava menos dinheiro até que pedi para aceder ao grupo de viagem segura e contra marcha estendida. O mais seguro é contra marcha até aos 18/ 25 kg por causa do pescoço e ancas principalmente. Como o percentil dele é muito baixo acabei por escolher até aos 18 kg. Gastei menos até que em cadeiras pouco seguras e com testes desastrosos mas claro que muito mais do que numa de supermercado. Caí no erro de comprar uma zippy para o carro dos avós por causa do marketing e informação dúbia, só fazia contra marcha até aos 10 kgs (percebi isto depois na instalação) e era recomendado pela deco - a deco não faz testes independentes e recomenda cadeiras sem segurança comprovada. Não parei de procurar informação e percebi isto, então Andou lá uns três meses em contra marcha em viagens pontuais e não descansei enquanto não comprei uma cadeira mediana que faz contra marcha até aos 18 kgs, a joie Stages (a diferença de preço desta cadeira que tem teste e faz contra marcha até aos 18 kg e uma de supermercado são 60 euros). 

 

Resumindo e concluindo: andou no ovo até aos 18 meses, passou para a cadeira que é super prática e confortável. Anda nos dois carros em contra marcha, não faz a mínima ideia que ir virado para a frente é uma opção. Vai super bem disposto e até me diz o que vai vendo pelas janelas e sabe que pelo espelho nos consegue ver. Em termos fisiológicos é muito melhor para ele ir com as pernas pousadas no banco do que ao dependuro, tem imenso espaço e mesmo que fosse alto teria imensas formas de colocar as pernas. Já ouvi todo o tipo de perguntas e comentários estupidos por ir virado para a trás mas a estatística não mente: em cada 100 crianças em acidente - viradas para trás em oito há problemas graves; viradas para a frente sobe para 40. A questão do coitadinho que vai virado para trás é apenas e só cultural. 

Follow

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou no facebook

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

subscrever feeds

Comentários recentes

As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt