Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

18
Fev16

Eu e o trabalho

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

A minha atitude perante a minha vida profissional é séria. Quer isto dizer, que chego sempre ou quase sempre mais cedo do que a hora de entrada, tomo o meu café em tempo pessoal, gosto de começar o dia sem pressas e sem atrasos. Saio muitas vezes depois da hora sem problemas. Faltar, em 10 anos só em ultimo caso, só de atestado mesmo, e foram meia dúzia de vezes, cirurgias, um problema oftalmológico grave, uma gripe A, dois acidentes de trabalho com culpa alheia sempre de coisas sem o meu conhecimento sequer, e umas coisas mais ou menos graves o ano passado. Nunca houve aquela coisa do adormeci ou passei mal a noite, ou não dormi nada. Durmo muito mal muitas vezes, quando adormeço corto esquinas, ou não como, ou prendo o cabelo e acelero. Invisto tempo e dinheiro na minha formação, bastante, demasiado pensando que ganho hoje menos do que quando entrei e nunca subi, tão pouco recebo na média dos licenciados e tenho um mestrado. Estou sempre pronta para trabalho extra, sempre o fiz pese embora a falta de reconhecimento, a necessidade dos meus colegas chegava para eu fazer as coisas por iniciativa própria. Nunca falhei um pedido de sugestões, fora as sugestões por iniciativa própria que dei e todas as coisas que faço sem o mínimo de reconhecimento. Fora as sugestões aceites sem feedback a mim que o sugeri e executadas por outros, como se estivesse maluca, claro que ainda há duas ou três pessoas íntegras que fazem questão de mencionar a proveniência da ideia, pelo menos assim sei que não estava a alucinar. Claro que um possível erro, dá direito a chamada de atenção, sem verificações nenhumas e afinal não era erro nenhum e depois não se emenda nem corrige quem levanta suspeitas. Tive o azar de começar a vida profissional nesta crise, e emigrar nunca foi uma opção seria para mim, tenho aqui a minha família e sou muito apegada. Tudo isto porque estou doente em casa e ontem falhei uma reunião importante e isso me pesa um bocado como se tivesse falhado.

Follow
18
Fev16

A menina das torradas

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

é o que a minha mãe me chama há anos. Adoro torradas, é o que como em 90% das vezes, os bolos não me seduzem. Olho para as montras cheias de bolos refinados e é uma torrada que peço. Contando a vocês que são muito discretos, a mina mãe às vezes trazia uma torradinha do café para eu comer em casa, que isto de levantar da cama às 8 horas ao domingo nunca foi para mim. Explicando melhor, já para não dizerem que era mimo a mais. Sempre fui magra, nasci quase com baixo peso, não aumentei de peso durante dois ou três anos na primária, para desespero da minha mãe, apesar de comer de duas em duas horas. Ainda hoje a primeira pergunta é se comi, e tenho um peso normalíssimo há anos. Houve uma altura que por hipoglicemia e hipotensão desmaiava como quem espirrava, por isso a minha mãe não me nega comida. Pronto, ainda assim é um bocadinho de mimo, apontai o dedo quem não usufruia duns miminhos? Ao meu irmão comprava-lhe sugus até bem depois da maioridade, que o rapaz sempre gostou.

Bom, fruto do meu amor por torradas, fui fazendo uma lista de top ten da torrada. É que não imaginam certas torradas mixurucas que há por aí, apanhei cada desilusão. Sítios de bradar aos céus, pão que devia ter estado na segunda guerra mundial, torradas secas e quase só crosta. E a manteiga, oh a manteiga. Há quem ponha manteiga na torrada como quem quer afogar o pão. Vai daí a esquisitinha. Torrada com pouca manteiga. Ui que pedido difícil, lá estava eu de guardanapos em punho a salvar o pão do afogamento por manteiga. Outro pedido difícilimo, meia de leite clarinha. Oh como sou explícita, meia de leite, mas clarinha, por favor. Esquecem, mas completamente. E quando estou acompanhada mais fácil é ver a mentira. E depois a falta de humildade, ah, quer ainda mais clara? Sim, visto que esta é normal, como pode ver por esta aqui ao lado. Qual a dificuldade de dizer, claro, ou sim, nem precisando de dizer que se esqueceu?

Follow
18
Fev16

Obrigada Sapo

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Pelo destaque de hoje! É sempre um miminho bom, ser assim destacada e sentir que a equipa está a ler o blog no meio de tantos. 

Ora e o lado mau desta exposição toda. Alguns comentadores decidiram partir para o insulto gratuito. Parece mentira não é? Num assunto tão banal como este. Mostra o carácter. Podia ser um assunto fracturante, mas não é. Um país tão pequeno como o nosso é tão desigual. As pessoas tendem a confundir tudo com futebol e com guerras que não passam além da cabeça de quem as invoca. Em todo o caso, este é o meu espaço, e reservo-me ao direito de responder. 

 

 

   

image.jpg

 

image.jpg

 

 

 

 

 

Follow

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou no facebook

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

subscrever feeds

Comentários recentes

As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt