Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

18
Fev16

A menina das torradas

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

é o que a minha mãe me chama há anos. Adoro torradas, é o que como em 90% das vezes, os bolos não me seduzem. Olho para as montras cheias de bolos refinados e é uma torrada que peço. Contando a vocês que são muito discretos, a mina mãe às vezes trazia uma torradinha do café para eu comer em casa, que isto de levantar da cama às 8 horas ao domingo nunca foi para mim. Explicando melhor, já para não dizerem que era mimo a mais. Sempre fui magra, nasci quase com baixo peso, não aumentei de peso durante dois ou três anos na primária, para desespero da minha mãe, apesar de comer de duas em duas horas. Ainda hoje a primeira pergunta é se comi, e tenho um peso normalíssimo há anos. Houve uma altura que por hipoglicemia e hipotensão desmaiava como quem espirrava, por isso a minha mãe não me nega comida. Pronto, ainda assim é um bocadinho de mimo, apontai o dedo quem não usufruia duns miminhos? Ao meu irmão comprava-lhe sugus até bem depois da maioridade, que o rapaz sempre gostou.

Bom, fruto do meu amor por torradas, fui fazendo uma lista de top ten da torrada. É que não imaginam certas torradas mixurucas que há por aí, apanhei cada desilusão. Sítios de bradar aos céus, pão que devia ter estado na segunda guerra mundial, torradas secas e quase só crosta. E a manteiga, oh a manteiga. Há quem ponha manteiga na torrada como quem quer afogar o pão. Vai daí a esquisitinha. Torrada com pouca manteiga. Ui que pedido difícil, lá estava eu de guardanapos em punho a salvar o pão do afogamento por manteiga. Outro pedido difícilimo, meia de leite clarinha. Oh como sou explícita, meia de leite, mas clarinha, por favor. Esquecem, mas completamente. E quando estou acompanhada mais fácil é ver a mentira. E depois a falta de humildade, ah, quer ainda mais clara? Sim, visto que esta é normal, como pode ver por esta aqui ao lado. Qual a dificuldade de dizer, claro, ou sim, nem precisando de dizer que se esqueceu?

Follow

17 comentários

Diz tu também de tua justiça

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou no facebook

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Comentários recentes

As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt