Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

26
Set17

Expectativas irreais sobre bebés

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Tenho lido muitos grupos sobre bebés e sono. Uma mãe a perguntar o que fazer porque o filho tinha 15 dias e acordava de duas em duas horas para mamar. Quinze dias. O bebé ainda nem sabe que está fora da mãe.  E perguntas iguais para 1 mês ou 2. Que ideia de maternidade lhes venderam? Queriam que o bebé já viesse a fazer três refeições por dia como os adultos? Queriam mesmo um bebé ou gostavam da ideia de ter um bebé? Se calhar não queriam um recém nascido, queriam um adolescente em corpo de bebé.

Sempre que se fala de sono de bebés há sempre aquele caso do bebé da amiga que dormia noites inteiras desde que nasceu, e toda a gente quer um assim. Muito bonito mas perigoso, bebés recém nascidos não têm bom controlo glicémico, o ele acorda se tiver fome não é bem verdade, pode ficar hipoglicémico e sem capacidade de acordar.

Certo que toda a gente sabe que vai dormir pouco mas nunca se está verdadeiramente preparado para dormir assim, até aí tudo bem. É difícil viver com sono partido, mas não é nenhum drama franciscano, quando ele de facto dá uma noite mais chata, ou decide que não quer adormecer, aí sim, são uma dores de cabeça jeitosas e umas olheiras até ao umbigo. Queriam um bebé com uma semana que fosse preparar o biberão sozinho, bebesse e arrotasse sozinho?

 

Esta sociedade quer programar bebés como se fossem robots de cozinha. O bebé só está a ser bebé, tem ciclos de sono curtos, em geral uma a duas horas e não tem capacidade para adormecer ou se confortar sozinho.

O meu filho dormiu quatro horas seguidas meia dúzia de vezes desde que nasceu. O mais comum é dormir duas horas seguidas. A partir das 6 da manhã até só dorme uma hora de cada vez a não ser que esteja no colo. Se eu era uma pessoa mais feliz se ele dormisse mais horas, tipo quatro, se só amamentasse duas vezes por noite? Pois com certeza. Mas ele não é um bebé de catálogo, nem eu sou uma mãe de catálogo. Não se pode ter tudo. Ele é super desperto, interactivo e falador desde cedo, o que resulta que não é um bebé dorminhoco, ou que durma muitas horas seguidas. Já tive tanta sorte, sou tão abençoada com ele que não peço mais nada. Ou melhor, (minto, na verdade pedia uma noite de 4/5 horas uma vez por semana e sem o sono de uma hora só). Claro que me vai ser mais difícil quando for trabalhar, mas para já não é tudo rosas nas noites, mas aguenta-se bem.  

Follow

3 comentários

  • SIM. É o que dá escrever à presa, metade esqueço me. Ia falar disso. Há muita mentira por aí. É num blog que leio uma mãe deu o testemunho porque passou a mentir. Tinha todas as noites más, até mais de um ano acho e cansou-se de ou serem condescendentes ou a julgarem porque já se sabe que te dizem sempre o contrário do que estás a fazer e passou a dizer que dormia muito bem. É por estes grupos com testemunhos reais e pedidos de ajuda que vejo que as dificuldades que eu tenho são normais e que tenho muita sorte com os problemas que vamos tendo. O pessoal mente, seja na posição em que os põe a dormir, no adormecer ou dormir ao colo, nas cólicas, em tudo. Nós também não tarda nada estamos no mesmo. Até nem temos grandes razões de queixa a não ser nas sestas e até já me disseram que damos muito colo. O que é muito colo? Queres que o puto já devia andar e eu não sabia. Ou que já devia ter um tablet para passar uma horas sem me chatear. Ou que devia ter plagiocefalia de estar sempre deitado à entreter-se sozinho.
  • Imagem de perfil

    Mia 27.09.2017

    Nunca tinha pensado nisso, na mentira como forma de fugir às opiniões não solicitada. Na volta não é assim tão má ideia!
    Muito colo, também já ouvi. Eu insisto, e sou mesmo rigorosa nisso, para que não peguem no miúdo se ele estiver sossegado. Porque ele também precisa de saber estar sozinho, e se o habituam a andar sempre de colo em colo depois quem sofre em casa é ele, que tem quase 6kg e é inconcebível para mim (e para a minha coluna) andar todo o santo dia com ele ao colo. Mas se ele precisar? Se estiver irrequieto, se estiver a lutar contra o sono, ou mesmo se estiver particularmente fofinho e risonho, sou a primeira a pegar-lhe, carinho a mais nunca matou ninguém.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Também estou no facebook

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    subscrever feeds

    Comentários recentes

    As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt