Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

23
Fev16

hpv baixa mais de 60%

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Nos EUA desde que começou a campanha de vacinação há cerca de 10 anos. Uma redução de dois terços na sua incidência. O vírus do Papiloma humano é a maior causa de cancro do colo do útero. Quero ver os maluquinhos anti vacinação agora. Eu fiz a vacina, mesmo no limite do recomendado na altura, entretanto as indicações foram alterando. Numa altura em que a vacina custava 600 euros.

Follow

9 comentários

  • Desculpa mas não é nada assim. As coisas não dão simplistas nem estas certo no que dizes nem de gripe nem do hpv.
  • Imagem de perfil

    Andy Bloig 23.02.2016 19:01

    Se confiares no que os laboratórios te dizem... terás de dizer isso.
    Não te esqueças é que sem essas coisas, não terias tido 3 laboratórios a conseguir 52000 milhões de dólares de lucro, graças à "pandemia". Tal como nunca conseguiram explicar a origem, dando o caso zero, a uma criança mexicana que tinha sido vacinada em 2008. Não há coincidências... (já agora, em 2015 existiu uma estirpe muito mais perigosa do mesmo vírus que provocou várias mortes pelo mundo e não teve direito a fama, como aconteceu com o seu antepassado h1n1)
    O HPV está dentro das sexualmente transmissíveis. A vacina ajuda a reduzir mas, não podes colocar a redução toda como sendo culpa da vacina. Quando tens outras doenças que se propagam da mesma forma e também viram reduções no número de infecções. Não estava a dizer que a vacina não foi a culpada pela redução... não podes é afirmar que é a única culpada da redução.
  • Eu confio no meu conhecimento e no conhecimento que me foi transmitido por professores e por ter estudado imunologia. A vacina da gripe está indicada em grupos de risco, não para o público em geral, pela mortalidade, qualquer bactéria ou vírus tem uma taxa de mutação alta, e cria mecanismos de defesa a fármacos, é por isso que a vacina muda todos os anos. Teorias da conspiração a misturar coisas é que não acredito. As vacinas criam imunidade de grupo, não servem para te garantir que não terás a doença, podes contrair na mesma e ter imunidade de memória para a combater, e por isso a não vacinação é perigosa. Surtos como estão a acontecer nos eua em que morrem de doenças como sarampo.
  • Imagem de perfil

    Andy Bloig 23.02.2016 21:27

    Também aprendeste o outro lado. Que ao teres defesas contra aquela coisa específica, o teu sistema imunitário acaba por ignorar outras coisas que devia defender-se, porque já não reconhece como sendo algo externo.

    A vacina da gripe está indicada para grupos de risco... sendo que, desde 2009 (devido ao perigo da "gripe espanhola voltar a acontecer") que se tornou aconselhada a qualquer pessoa e é prescrita para muita gente que não precisa dela... até em empresas, tendo em vista evitar a redução da produtividade pelos sintomas dos funcionários.
    No caso do HPV é diferente, pois o que está coberto pelas 2 vacinas são os tipos que provocam as lesões mais complicadas de tratar. Mesmo assim, há que dividir os "culpados" e não atribuíres tudo só essa situação.
    As vacinas funcionam mas, se não existirem mais coisas, os resultados não são tão bonitos.
  • Não estás mesmo certo. A vacina da gripe continua recomendada apenas em grupos de risco como profissionais de saude, grávidas, imunodeprimidos e idosos. Se as pessoas fazem pressão para a prescrição do médico, cabe ao médico avaliar. A vacina da gripe é opcional, portanto fora dos grupos de risco é uma opção. Isso do estar em contacto não é científico nem racional nem se aplica a vacinas não opcionais. Isso não se aplica a nenhuma vacina que esteja no plano nacional de vacinação. O plano nacional de vacinação é obrigatório em Portugal. Não acedes a estudos e a muitos empregos sem a vacinação em dia. Não fui eu que atribui, foi feito um estudo, vi numa instituição fidedigna, se te recusas a aceitar informação credível é um problema teu.
  • Imagem de perfil

    Andy Bloig 24.02.2016 00:58

    Estás a misturar a área ligada à saúde com as outras áreas... só mesmo em actividades que incluam o contacto com patogénicos ou situações clínicas é que te podem pedir dados clínicos. Em qualquer outra actividade é expressamente proibido a qualquer empresa pedir dados de vacinação aos funcionários. Até na medicina no trabalho, só é necessário apresentar o documento da vacinação base e ter a vacina do tétano em dia, se existirem substâncias susceptíveis de provocar a doença ou alguma situação que possa ser abarcada pelo seguro de saúde da empresa.
    Pedir o livro de vacinas numa qualquer entrevista ou empresa sem ligação a saúde, dá lugar a uma contra-ordenação grave.

    Não estava a contestar o estudo. Sabes bem que aquela afirmação da redução acima de 66% que tens ali em cima foi feita porque era a base para o estudo que foi feito. Existem outros factores que permitem chegar a essa redução... não só a vacina, tal como estás a afirmar. E isso não é apresentado nesse tipo de estudos que servem para validar que a vacina têm uma eficácia acima de 75%.
  • Tu é que estas a misturar tudo! O livro base sao os dados de vacinação duh! E mostras em todas as matrículas na escola e na medicina no trabalho! É essa a informação e como é óbvio em adulto a preocupação é o reforço do tétano porque a infeção é mortífera e antes disso gastas milhares nuns cuidados intensivos e outros tantos milhares em medicamentos. Estas errado na saude a diferença é o teste da tuberculose, devido à expressão de tuberculose latente em profissionais de saude pela exposição e pelos surtos que nao fazes ideia que a tuberculose é muito maia comum do que pensas. A sério, estas a confundir te todo, o boletim de vacinas é um documento normal para se pedir em qualquer Medicina no trabalho.
  • Imagem de perfil

    Andy Bloig 24.02.2016 10:48

    Estás a misturar escola com trabalho?
    Trabalho nessa área... sei bem o que é permitido e proibido. Se te pedirem o boletim de vacinas em qualquer entrevista ou na medicina no trabalho, cometem uma contraordenação grave. Porque é informação clínica. Na medicina no trabalho só o podem pedir se existir alguma possibilidade de contacto com alguma coisa que esteja coberta pela vacina do tétano. Se não existir (o que acontece em mais de 80% dos postos de trabalho), não pode ser pedida.
    Deves estar a confundir é medicina no trabalho com seguros de saúde. Aí sim é pedido o boletim de vacinas mas, é porque precisam da informação para criar o teu perfil clínico. No entanto, essa informação nunca poderá chegar ao empregador.
    Existem é áreas técnicas... como a saúde ou trabalhos que obrigam a determinadas premissas. Na saúde, já sabes como funciona. Tens o exemplo de um piloto de aviação que se tiver menos de 92% de visão em cada olho, pode ser considerado inapto para a actividade... ou ser despedido com justa causa.
    Nos outros, o pedido de informações clínicas é proibido. Podem ser feitas perguntas genéricas, como se tem as vacinas em dia ou se já teve esta ou aquela doença. Não podem pedir comprovativos, sem que exista uma razão específica para tal. (As perguntas que podes ouvir sobre a possibilidade de engravidares também não podem ser feitas, só que o tribunal europeu permitiu que essa pergunta fosse feita ao abrigo da produtividade futura e as mulheres não a podem contestar, tendo por base esses termos.)
    Nas escolas até ao 12 tens de as apresentar pelo risco de contágio. Na universidade depende do curso que tires. Já é idêntico ao sistema profissional. Na grande maioria essa informação não é requisitada.
    Já trabalho há mais de 20 anos em vários tipos de trabalhos e empresas, só 1 vez tive de apresentar o boletim de vacinas, porque o tipo dos seguros de saúde embirrou e queria cobrar mais 200 euros anuais pelo meu seguro por não ter comprovativo de que tinha a vacina do tétano em dia. Só nessa altura é que fui investigar sobre a parte dos seguros de saúde, porque na medicina no trabalho essa situação não é permitida. Simplesmente existe a legislação da saúde que só valida os dados com um comprovativo médico... o boletim de vacinas é um comprovativo médico com valor igual a um atestado. Por isso está protegido pelo sigilo médico-paciente.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Também estou no facebook

    Follow

    Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2016
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2015
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D

    subscrever feeds

    Comentários recentes

    As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt