Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

28
Mar18

Nove meses

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

fez 40 semanas lá dentro e já fez 40 semanas cá fora.

As cá de fora são infinitamente melhores, já tenho dificuldade em recordar-me das coisas da gravidez, é nisto que nos apanham a ter mais que um filho, só conseguimos reter os sorrisos dele, e ainda bem. 

Este miúdo é um sonho, se fosse eu a escolher não tinha sabido escolher um menino assim tão recompensador. Dá um trabalho danado, mas merece cada dor de corpo, cada hora de sono perdida, tem uma energia super saudável e é um menino super activo. Nos últimos dias parece o tarzan aqui da urbe, porque quando o dispo para o banho bate no peito e  vocaliza imenso de excitado. Além de tarzan é o judoca porque diz-me ele que faz o movimento chamado guarda, na troca da fralda, já era simples trocar a fralda que não pára quieto e agora ainda pratica judo a meio. Os primeiros a quinze dias de pedir colo derreteram-me. Os últimos quinze têm sido muito cansativos, mal o pouso pede, pouso para despir/vestir e pede, até a meio da sopa pede colo. Tem atingido todas as metas de desenvolvimento, muitas cedo, o que não sendo essencial e não sendo obcecados, nos tranquilizam imenso. Começou a bater palmas e dizer adeus com 6 meses mas de uma forma super casual, ia tentando que reproduzisse mas nunca insisti, nem pedia todos os dias, não estava preocupada em que o fizesse sempre, o mesmo com o olá e mamã, já fez mas não repete sempre, tem tempo. As palminhas é mais incentivado pela minha sogra, que lhe canta muito, e ele gosta muito de música, e agora faz mesmo sempre, e continuo super calma com isso. Não estamos numa corrida, até porque continua sem grande interesse em gatinhar. Mas que adoro vê-lo a bater palmas, isso adoro, ultimamente acorda e bate palmas e é mega fofo, noto que quando está mais contente o impulso dele é bater palmas e é tão giro.  Continua a gostar muito das molduras e o pai ensinou a fazer festinhas as nossas fotos e é lindo de se ver. Tem uma bola de plástico e gosta de a largar e a ver ressaltar e fica ali um bocado a repetir. Também dança, abana-se todo com música. Anda mais interessado na Tv, ri-se muito para o genérico do HIMYM e adora os créditos no final de séries e filmes. Não o coloco a ver tv nem tablet, para evitar ecrans até aos dois anos mas não somos Amish, portanto à hora de jantar a tv está ligada e ele agora presta atenção. Na minha sogra enquanto ela trata do almoço dele ligou-lhe sempre a baby tv, não sou obcecada com a parentalidade mega positiva mas entendo que essa meia hora chega e aqui em casa eu não recorro à TV, ele já recorreu duas ou três vezes. Na hora de jantar sempre recorri a bonecos ou comandos para o entreter quando está mais chato, porque quer comer e abre a boca mas tem o hábito de afastar a colher com a mão mas por reflexo porque abre a boca e quer. Claro que se calhar nos dava mais descanso mas ainda se aguenta bem da forma como está. Aprendeu a apontar, até à semana passada inclinava-se no colo e reclamava para o levarmos a sítios, fazendo de nós a sua segway. Agora abre a mãozinha e aponta para o que quer, ao demorar abre e fecha a mão impaciente a apontar para o que quer. Na consulta dos nove meses a médica confirmou que já faz a pinça para segurar objectos. Ainda não gosta muito de texturas, ou melhor não é ainda muito competente a comer comida “inteira” mas começamos aos sete meses a dar de vez em quando comida. A semana passada provou arroz. Ainda não gatinha, mas ensaia o movimento de rabo no ar para trás e para a frente. Continua a pôr-se de pé ou em prancha, ou a sentar-se usando-nos como ajuda, trepa por nós acima. 

 

Nove meses de maternidade

E eu? Adoro o meu papel de mãe, sinto-me muito confortável. Sou muito feliz e tenho mesmo muita sorte com eles. Temos o mesmo estilo e raramente temos diferenças de opinião quanto às decisões que temos de tomar. Tinha muitos ideias e princípios, a maioria dos quais consegui manter. Mudei de opinião nalgumas coisas, cedi numas coisas com base na nossa realidade e nos sonos por exaustão minha. Mas a verdade é que os seis meses e tal não o quebraram nem um bocadinho, manteve-se sempre igual na sua relação com o berço, cada dia/noite era um dia/noite. Cada bebé é um bebé, e li centenas de casos iguais ao meu, nós somos pessoas diferentes, os bebés também são, alguma coisa tem de ser diferente porque não faltam bebés adormecidos ao colo e que quando se pousam continuam a dormir e se habituam mais facilmente. Acho que características essenciais na maternidade são mesmo a resiliência e a capacidade de resposta e de adaptação. Queria amamentar em exclusivo até aos seis meses, e não foi possível, não achei que me agarrar ao que eu tinha idealizado fosse saudável, não ia ser teimosa com algo que não era prejudicial para ele. Também queria fazer baby led weaning mas não se proporcionou.  

E eu enquanto pessoa, mulher e profissional? Estou a lidar bem com a mudança monumental da minha vida mas a verdade é que ainda não há um equilíbrio, pende completamente para as obrigações. Tenho muito pouco tempo para mim, diria que meia hora por dia, ou menos. Voltei ao exercício porque não tendo muito peso a mais, dois kg, mas em termos de tonicidade ainda tenho trabalho a fazer, mas ainda não tenho vida para ir ao ginásio. Saída com amigas e sem o bebé, duas ou três talvez e interrompidas porque ele teve que ir dar apoio à mãe, em duas. O regresso ao trabalho, a vida familiar, as sopas intermináveis e a lide doméstica estão a absorver o meu tempo todo e como ele reorganizou a vida profissional tenho alguns meses assim à minha espera. Tenho mesmo de arranjar uma empregada, porque sinto que a minha vida são máquinas de loiça/roupa e mesmo assim a casa está aquém do que gosto. Em termos profissionais, e como ele dorme assim pouco, tenho de me deitar às 22 horas para aguentar a noite e a amamentação, pelo que tenho dois artigos para escrever e um grupo de trabalho a marinar há oito meses, porque têm de ser extra-trabalho. Lido muito bem com o cansaço, estou cansada e tenho muitas dores de cabeça mas não me sinto minimamente desesperada. 

 

Follow

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou no facebook

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Comentários recentes

As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt