Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

09
Abr16

Leio comentários de notícias

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

é um guilty pleasure, misturado com a sensação final de que estamos condenados. Li ontem, por um senhor que participa em touradas, com aqueles fatinhos coloridos e justinhos, que os toiros não sentem dor por causa duma enzima.

Biólogo de vão de escada. Foi-lhe perguntada qual era a enzima. Retirou o seu comentário. Isto era informação vital, estava aqui a chave no tratamento da dor, caso não saibam a dor crónica é um problema, há consulta específica de tratamento da dor em meio hospitalar, anda a usar-se opiódes e opiáceos quando é só estudar os toiros e sua enzima ímpar no mundo animal. As pessoas convencem-se do que lhes dá mais jeito. E o pior é que acreditam e ainda vomitam essa informação. Os sacrifícios humanos também tinham justificação, como tinha a luta entre escravos, como tem a mutilação genital, o apedrejamento. 

Follow
06
Jan16

Outra vez as tradições

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Já falei aqui no blog sobre o que penso acerca de tradições e como são o grande chapéu que querem à força que justifique o injustificável. Como se algo repetido à exaustão tornasse um comportamente justificável, só porque é força do hábito ou aspira a ser considerado cultura.

O que faz alguém ser completamente toldado no seu raciocínio mais básico, como se perde todo o bom senso para se perpetuar algo que instintivamente deveríamos saber ser errado.

O conhecimento está mais ao nosso dispor do que nunca, à distância de um clique do smartphone, o que ignorava há 50 anos agora não se pode alegar desconhecer. Sinto vergonha de tudo isto.

 

Crianças fumam no dia de Reis

"No dia da "Volta da Santa", era costume todas as pessoas das casas visitadas, incluindo crianças e jovens, fumarem cigarros."

Follow
25
Set15

Também falo sobre a praxe

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Fui praxada e praxei. Pouco em ambos os casos. 

Acho que só há mesmo paciência para isso aos 18 aninhos.

A praxe não era novidade para mim que pratiquei desporto muitos anos, e aí também existiam praxes. também por ter praticado desporto estava habituada a berros de treinador e quando respeitosos, não me causam prurido. 

Sempre impus os meus limites, recusei-me a fazer coisas com as quais não concordava, e não tive problemas por isso. Se os tivesse, acabava por ali a minha praxe. O problema é que personalidades fortes e auto-estima não abundam e os miúdos fazem coisas que não querem e que sabem ser abusadoras. 

Assisti a praxe de faculdades de engenharia e nunca as faria, exageros de colocar caloiros a rebolar acima e abaixo de pequenas encostas do campus durante duas horas. Isto não tem nada a ver com integração. Ir para a praxe tratar de frustrações muito menos, pessoinhas que não são nada até colocarem um traje.

Muito menos sentido faz a hierarquia e a antiguidade ser um posto até aqui. Os gajos mais burrinhos que foram para lá passear patrocinados pelos pais são os mais importantes. Portanto há um certo orgulho em ser burro. Sintomas da nossa sociedade.

À luz dos acontecimentos que vêm a público têm que se definir regras, não podemos esperar o melhor das pessoas, tá visto que não funciona.

Follow

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou no facebook

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Comentários recentes

As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt