Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nervoso Miudinho

blog humorístico (esperemos) sobre tudo e mais frequentemente sobre nada

25
Ago17

desmontar argumentos tipificados

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Há coisas mais importantes.

 

Não o há sempre? A não ser que se fale de vida e morte, ou necessidades básicas, não há sempre coisas mais importantes? Que raio de argumento. Prioridades,são isso mesmo, prioridades, não implicam que nos foquemos apenas num aspecto da vida. As prioridades são uma coisa curiosa. São uma construção socio-cultural e como tal variam, além de que são uma construção pessoal, variam em todos nós, daí que ache estranho que alguém ache que as suas prioridades têm de ser as do mundo. Se eu defender a vida de golfinhos, quer dizer que condeno a morte de elefantes? Se eu me associar a causa de sem abrigos, sou contra os direitos dos animais?  A mais comum, se eu defender os animais quer dizer que não me importo com as pessoas?

 

O argumento das coisas importantes é muito perigoso. Porquê? Porque é muito versátil. Nos EUA, no fim da escravatura, podiam os negros não ter direito a voto, porque afinal há coisas mais importantes e até nem eram escravos. O mesmo para o direito ao voto nas mulheres. Não havia coisas mais importantes? Como literalmente o saneamento básico, e as doenças. 

 

Por esta linha de pensamento não se subsidiava artes nem desporto. Porque afinal há pessoas abaixo do limiar da pobreza e vai haver sempre. Não havia programa espacial, espectáculos, hobbies, férias. Um sem número de tecnologia que nos facilita a vida e nos entretém desapareceria, porque afinal há coisas mais importantes. 

 

Follow
05
Mai16

Divagações

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Um turbilhão de sentimentos me tem assaltado e feito refém nos últimos tempos. Estou habituada a sacudir o pó imediatamente quando caio, traçar o plano seguinte e seguir em frente sem tempo perdido em divagações ou lamentos. Não estou hanituada a sentir tantos sentimentos. Estranho, por isso, os dias de hoje em que me sinto alheada de mim e espectadora na minha vida. Na caminhada que é a vida ninguém nos dá um mapa, e às vezes perdemo-nos. Quando o desvio é curto, às vezes quando nos perdermos encontramos algo que não sabíamos importante para o caminho. Quando o desvio é longo só nos sabemos desorientados, cansados do desvio. 

Follow
18
Abr16

A esperança

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

É um fenómeno engraçado. Surge mesmo quando a experiência anterior e todas as fibras do corpo nos indicam na direcção contrária. Quando julgamos que não há espaço para ela, o buraco de um alfinete é suficiente para se instalar e se sobrepor a tudo o resto. A gestão de expectativas é delicada. Alguns voltam-se para a experiência religiosa, o famoso milagre. Outros, sabendo que ciência e medicina lidam com fenómenos probabilísticos esperam ser o 1% ou 2%. A sensação quando não se é o 1% de sucesso inesperado mas não se é a outra percentagem de insucesso é uma felicidade incompleta, à conta da esperança. Deram-nos um gelado muito bom, mas só demos três ou quatro lambidelas antes de cair ao chão.

Follow
09
Mar16

Este ano

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Começou tão bem, que até me fez acreditar que ia ser bom. Mas não. Nada como a vida para nos dar um abanão e nos fazer descer à nossa insignificância e falta de controlo do que quer que seja. Tive um aniversário de merda. Agora e como somos criaturas que adoram padrões e adoram colocar significado em merdas que não têm significado nenhum. Em colocar esperança num dia de amanhã, porque sendo a mesma coisa e não fazendo diferença absolutamente nenhuma mais vale nos convencermos que vai correr bem. Pelo menos que o ano só tenha efectivamente começado no meu aniversário. E que a partir de agora corra melhor. Na segunda podia ter descoberto que ainda ia ser pior, mas pelo menos não fui internada de novo, já não é mau. Já vos disse que o que queria era uma semana longe da civilização, num qualquer hotel isolado a ver a neve, ou montanhas, ou rio? 

Follow
22
Jan16

A contemplação da espera

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Perante a impotência da espera, e cientes de que a preocupação não adianta e a ansiedade prejudica quantos de nós têm força e determinação para não correr mentalmente os cenários possíveis. Insistindo estupidamente nos cenários piores, tremendo a cada indício, valorizando demais cada situação, analisando cada fio de cabelo. A esperança, anda de mão dada com a ansiedade, jogando um jogo e vendo a cada momento qual ganha, se a esperança impera durante o dia a ansiedade acorda com a cabeça na almofada. Será mesmo possível sacudir as más experiências e acreditar pia e completamente que desta vez o resultado será diferente? Feliz quem o consegue fazer.

Follow
13
Nov15

O tempo

nervosomiudinho.blogs.sapo.pt

Passamos a semana à espera do fim-de-semana, o mês à espera do fim, o ano à espera das férias.

É na espera que a vida vai acontecendo.

 

Follow

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Também estou no facebook

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

subscrever feeds

Comentários recentes

As imagens apresentadas no blog são na sua maioria retiradas da internet, se as fotos lhe pertencem e/ou têm direitos de cedência de imagem, por favor envie um email que eu retiro. nervosomiudinho@sapo.pt